Start working with an company that can provide everything you need to generate awareness, drive traffic, connect with customers, and increase sales montes, nascetur ridiculus mus

Rua 68 c/ Rua 71

009-215-5596

Give us a call

mail@example.com

24/7 online support

(62) 3213-3320 secretaria@pipg.org Rua 68 c/ Rua 71

O Fariseu e a Prostituta

O texto de Lucas 7:36-50 demonstra a bem-aventurança sobre quem ainda não experimentou a graça Divina, confronta aquele que esconde seus pecados por detrás dos estereótipos da religiosidade e revela o ensino sobre a prática do amor, mediante perdão. O fariseu Simão recebeu Jesus em sua casa cheio de satisfação, oferecendo-lhe uma receptividade típica da tradição farisaica. Nessa ocasião, não encontrando nEle “motivo de tropeço” (Lc 7:23), uma prostituta planejou entrar ali e se humilhar diante de Jesus. Ela estava tão cônscia dos seus muitos pecados e da necessidade desesperadora de perdão que, com lágrimas, lhe regava os pés e os enxugava com os próprios cabelos, além de beijá-los e ungi-los com unguento (v. 37-38). Ao ver isso, o fariseu se escandalizou e questionou se Jesus era um profeta, porque permitira que tal mulher o tocasse. Então, Jesus contou uma pequena parábola que envolveu um credor e dois devedores (v. 41-42).

Colher Simpatia

O povo de Deus, no decorrer da história, teve comportamentos que ora ganhavam a
simpatia dos descrentes e, em outros momentos, a reação era inversa e ganhavam a antipatia dos
mesmos. No período bíblico, especificamente enquanto nascia a igreja primitiva, Lucas relata que
os irmãos “... contavam com a simpatia de todo povo...” (Atos 2.47). A pergunta que fica é: Como
isso acontecia? Como um povo que vivia escondido por conta do seu mestre, que fora morto como
um malfeitor, poderia alcançar a simpatia do povo que até então tinha gritado “crucifica-o,
crucifica-o”?

Casamento e Divórcio

“De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem” (Mt 19:6)
Em 2019, a atriz e apresentadora de TV, Luana Piovani, usou as seguintes palavras em seu perfil no Instagram, para declarar publicamente seu divórcio com o surfista Pedro Scooby, chamando a atenção de quase toda a imprensa: “Casamento é para os fortes, disse e reafirmo, mas nem sempre se é, se está ou se consegue ser forte. Eu não consegui... resolvemos separar as ‘vontades’ ” (UOL Esporte - 10/03/2019). Notícias como essas, infelizmente, são comuns, longe e próximas de todos nós, sempre trazendo tristeza, pois não era para ser assim!